Notícias do Corinthians

Lance polêmico põe em xeque final da copa do Brasil

Por Pedro De Oliveira

Lance polêmico põe em xeque final da copa do Brasil

Credibilidade da arbitragem é questionada pelos jogadores, técnico e torcida

Síguenos enSíguenos en Google News

O jogo de ida pela final da Copa do Brasil está dando o que falar, isso poque os milhares de torcedores presentes na Neo Química Arena sairam do estádio roubados pela arbitragem. A noite de festa que se iniciou antes da partida, com recepção histórica a comissão técnica do Corinthians, ganhou momentos de tensão no segundo tempo da partida.

 

O relógio marcava 36 minutos do segundo tempo quando um lance na área do flamengo roubou a cena na zona leste de São Paulo. Uma disputa entre Léo Pereira e Yuri Alberto ocasionou o toque de bola entre a mão do zagueiro do flamengo. O lance foi para análise do VAR que disse não ter havido infração e o jogo seguiu, mesmo com a cobrança intensiva dos jogadores do Corinthians para que fosse marcado o pênalti.

Mais notícias do Corinthians:

Torcida alvinegra faz história na final da Copa do Brasil

Tite acompanha final da Copa do Brasil; ele quer Renato Augusto na Seleção

 

Na internet a boa atuação do goleiro do Timão era até então o principal assunto, e  com o lance do pênalti não marcado a atenção da torcida se voltou para o trabalho do VAR e como isso interfere na decisão de jogos decisivos como a final da Copa do Brasil. O posicionamento de “movimento natural do corpo” não foi bem recebido como motivo para não marcação do pênalti.

 

O  Ex-arbitro Sandro Meira Ricci , conhecido por apitar grandes decisões e hoje comentarista, analisou o lance como pênalti, e explica o critério que validaria o pênalti nessa partida “O braço está afastado do corpo. Não é, obviamente, uma mão intencional, mas o braço está afastado do corpo. Com a ampliação do espaço, (a bola) acaba batendo no braço”

 

Jogo de volta não pode ter erro do VAR

 

O jogo de volta no Maracanã é definitivo e polêmica, como a noite de quarta-feira (12) não será tolerada, é o que falou o dirigente do Corinthians no final  da partida de ida da Copa do Brasil “Para mim, nestas decisões, saiu lesados milhões de corintianos, isso é que é preciso estar atento”.

 

 

 

 


Mais notícias