Notícias do Corinthians

Jogadores estavam desacreditados e agora são opções no Corinthians

Por João Silva

Jogadores estavam desacreditados e agora são opções no Corinthians

Vital e Ramiro eram jogadores que estavam na lista de negociáveis 

Síguenos enSíguenos en Google News

Os meio campistas Mateus Vital e Ramiro quando voltaram dos empréstimos, eram jogadores que não estavam nos planos da comissão técnica corintiana. Mas, após os treinamentos e o entendimento do que o treinador Vitor Pereira queria para o time, os jogadores viraram peças importantes saindo do banco de reservas.

A prova foi na semana passada, na primeira partida da final da Copa do Brasil contra o Flamengo, na Neo Química. Os jogadores entraram na segunda etapa e mostraram que podem ser utilizados pelo treinador em outros momentos dessa reta final de temporada. Ganharam a confiança do treinador para poderem continuar no grupo na próxima temporada.

Mais notícias do Corinthians:

Jogador quer seguir passos de ídolo do Corinthians
Corinthians planeja levar todo elenco para grande decisão

Vitor Pereira ficou impressionado com o ritmo de treinamento do volante que estava nos Emirados Árabes na última temporada ‘O Ramiro trabalhando é uma máquina. É um jogador que o treino para ele é sempre numa intensidade muito alta. Sempre com uma carga mais elevada’ disse o treinador após a primeira partida do retorno.

Ao fim da primeira partida, Vitor explicou porque colocou os dois e o motivo de ter gostado da entrada da dupla ‘O que claramente se notou depois das substituições é que voltamos a criar problemas, a criar envolvimentos, pressionar mais alto, recuperar bolas mais altas.’ disse o treinado em entrevista coletiva. 

Dupla com muitos jogos

Ramiro e Vital têm uma história longa no Corinthians. Os dois têm mais partidas do que muitos titulares do atual elenco, Ramiro tem 114, sendo oito nesta temporada, e Vital tem 199, sendo 12 este ano. Jogadores que podem entrar e mudar história da final mais uma vez nessa noite no Maracanã, pela grande decisão.

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 


Mais notícias