Notícias do Corinthians

Corinthians faz projeção para reforçar o elenco na próxima temporada

Por João Silva

Corinthians faz projeção para reforçar o elenco na próxima temporada

Com objetivos cumpridos, timão busca nomes no mercado para fazerem a diferença no elenco do próximo ano

Síguenos enSíguenos en Google News

Missão cumprida. O Corinthians classificou para a fase de grupos da Libertadores e busca um lugar entre os 4 primeiros, para ganhar uma grana a mais do estipulado no começo do campeonato. A ideia corintiana era chegar entre os 7 primeiros para ter uma vaga na competição internacional, mas a excelente campanha fez o time pensar mais alto.

Buscando nomes no mercado, jogadores como Pedro Raúl, do Goiás, e Artur, do Bragantino, estão em pauta no timão. ‘Nós iremos pontualmente ao mercado. É esse o sentido, da permanência do plantel, a maior parte possível.’ disse o diretor de futebol, Alessandro Nunes, após a partida contra o Ceará que voltou o timão ao G4 do Brasileirão.

Mais notícias do Corinthians:

Elenco corintiano só ganha elogios do comandante
Jogadores do Corinthians constam em lista de Tite

Muitos nomes têm sido especulados no timão, mas o dirigente afirma que serão reforços pontuais para reforçar o grupo de jogadores ‘buscar duas, três peças, para qualificar o nosso elenco e ser mais competitivo em 2023.’ finalizou o dirigente que busca boas oportunidades de mercado para não gastar muito e ter um bom time.

Apesar de já ter alcançado o objetivo de se classificar para a fase de grupos da Libertadores do ano que vem, o Corinthians busca, ainda, uma colocação mais alta na tabela do Brasileirão para ser melhor recompensado. Ficar em segundo lugar renderia pouco mais de 40 milhões de reais que, ajudariam demais, no orçamento para o próximo ano.

Indefinição sobre VP

A vitória do Corinthians sobre o Ceará trouxe muita tranquilidade ao timão que agora está de volta ao G4 do Brasileirão. Mas a indefinição sobre a continuidade de Vitor Pereira no comando da equipe tem tirado o sono de muitos corintianos que estão preocupados com a possível não permanência do português. Mas, existe uma luz no fim do túnel.
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Mais notícias