Notícias do Corinthians

Macabro! Mais um capítulo no caso entre joia do Corinthians e jovem morta

Por Pedro De Oliveira

Macabro! Mais um capítulo no caso entre joia do Corinthians e jovem morta

Caso tem desdobramentos e polícia aponta os primeiros indícios

Síguenos enSíguenos en Google News

Investigação em andamento: Jogador do Corinthians Sub-20 e a morte de jovem após encontro. O caso que envolve o atleta da equipe Sub-20 do Corinthians e a jovem de 19 anos que faleceu após um encontro íntimo com o jogador segue sob investigação. Na última terça-feira (30), os jovens se encontraram no apartamento do atleta, situado no Tatuapé, Zona Leste de São Paulo, após se conhecerem através das redes sociais.

Dimas Cândido de Oliveira Filho, atleta de 18 anos, relatou à polícia que conheceu Lívia em uma plataforma digital e que, há três semanas, ambos trocavam mensagens de texto e áudio pelo WhatsApp, com frequência quase diária. A polícia teve acesso às conversas, que até o momento apresentam apenas conteúdo "comum" de dois jovens que estavam se conhecendo, não mantinham um relacionamento amoroso e pretendiam se encontrar pessoalmente.

Um primeiro encontro chegou a ser agendado para o dia 22 de janeiro, data da semifinal da Copa São Paulo Júnior, ocasião em que o Corinthians venceu o Novorizontino e se classificou para a final. O jogador não participou da Copinha e assistiu à partida como torcedor. Lívia também estava presente no estádio em Itaquera, mas os jovens não se encontraram.

Dimas quis viajar logo após a morte de Lívia

Dimas pretendia viajar para João Pessoa, na Paraíba, no mesmo dia em que encontrou Lívia. O atleta nasceu na cidade nordestina e o objetivo era passar férias com a família. Lívia e Dimas marcaram o encontro para às 18 horas, no apartamento de Dimas, horas antes da viagem do jogador. As últimas mensagens trocadas evidenciam que ambos concordaram em ter relações sexuais naquele dia. Às 18h06, Lívia enviou a última mensagem informando que estava chegando ao local.

Lívia Gabriele da Silva Matos tinha 19 anos de idade, era estudante de enfermagem e conheceu o jogador do Sub-20 do Corinthians através das redes sociais. A jovem faleceu após ter relações sexuais com o atleta. Segundo a perícia médica, a causa da morte foi uma ruptura de fundo de saco de Douglas com extensão à parede vaginal esquerda. O saco de Douglas é uma região genital, localizada entre o útero e o reto.

A investigação segue em curso e busca determinar as circunstâncias que levaram à morte da jovem. As autoridades aguardam os resultados de exames complementares e depoimentos de testemunhas para esclarecer o caso.


Mais notícias