Notícias do Corinthians

Leila se morde de inveja! Corinthians supera Palmeiras e ganha fortuna em 2023

Por Pedro De Oliveira

Leila se morde de inveja! Corinthians supera Palmeiras e ganha fortuna em 2023

Alvinegro do Parque São Jorge faturou quantia milionária na última temporada

Síguenos enSíguenos en Google News

A tv Globo desembolsou cerca de R$ 2,1 bilhões pelos direitos de veiculação do Campeonato Brasileiro de 2023, de acordo com uma planilha a qual a coluna teve acesso de maneira exclusiva. O montante engloba a transmissão em TV aberta (R$ 869,4 milhões), TV por assinatura (R$ 724,5 mi), os valores provenientes do pay-per-view (R$ 302,4 mi) e adicionalmente os pagamentos mínimos garantidos de PPV repassados a Flamengo, Corinthians, Grêmio e Palmeiras, que contribuíram para elevar o total do Premiere para R$ 541,9 milhões no ano anterior.

A divisão do montante referente ao Campeonato Brasileiro na televisão atualmente segue o seguinte padrão: os valores atribuídos à TV aberta e TV paga são divididos em três blocos conforme a fórmula 40/30/30. Isso significa que 40% são distribuídos igualmente entre todos os clubes, 30% são destinados a uma cota baseada no número de partidas transmitidas e os restantes 30% compõem a premiação de acordo com a classificação no campeonato.

Existem, no entanto, dois pontos importantes a serem considerados: o Athletico não possui contrato com o Sportv, portanto, não recebe a parte referente à TV por assinatura. Todos os outros 19 clubes receberam uma cota fixa de R$ 31,9 milhões por terem firmado acordo com a TV Globo e o Sportv. Como o contrato abrange apenas a TV aberta, o Athletico recebe apenas R$ 17,3 milhões. O outro ponto é que os times rebaixados não recebem nada referente ao terceiro bloco, ou seja, a premiação distribuída do 1º ao 16º lugar.

O Flamengo liderou em receita de televisão no Campeonato Brasileiro de 2023, com R$ 275,2 milhões. Esse valor é composto pelo mínimo garantido do pay-per-view (R$ 177,3 mi), pela premiação referente ao quarto lugar na tabela (R$ 40,6 mi), pela quantia baseada no número de jogos transmitidos pela TV Globo e pelo Sportv (R$ 25,4 mi) e pela cota fixa, igualitária entre os 19 clubes que assinaram com a emissora carioca nos dois meios de comunicação (R$ 31,9 mi).

Timão só fica atrás do Flamengo

O Corinthians ficou em segundo lugar, com direito a R$ 187,2 milhões pelo Campeonato Brasileiro do ano passado. O clube paulista teve um mínimo garantido de PPV no valor de R$ 118,2 milhões, recebeu R$ 17,6 mi pela modesta 13ª colocação na classificação do campeonato, teve uma cota de exposição na TV de R$ 19,4 milhões e também recebeu a quantia fixa de R$ 31,9 milhões.

O ranking das receitas totais dos clubes com a Globo no Campeonato Brasileiro de 2023 ficou assim:

1 - Flamengo (R$ 275,2 milhões)

2 - Corinthians (R$ 187,2 milhões)

3 - Grêmio (R$ 170,1 milhões)

4 - Palmeiras (R$ 162,6 milhões)

5 - Atlético-MG (R$ 121,2 milhões)

6 - Botafogo (R$ 112,5 milhões)

7 - São Paulo (R$ 111,7 milhões)

8 - Fluminense (R$ 105,7 milhões)

9 - Internacional (R$ 105,5 milhões)

10 - Cruzeiro (R$ 98,5 milhões)

11 - Vasco (R$ 97,6 milhões)

12 - Red Bull Bragantino (R$ 85,8 milhões)

13 - Fortaleza (R$ 73,6 milhões)

14 - Bahia (R$ 72,1 milhões)

15 - Cuiabá (R$ 66 milhões)

16 - Santos (R$ 64,2 milhões)

17 - Coritiba (R$ 49,9 milhões)

18 - Goiás (R$ 49,4 milhões)

19 - América-MG (R$ 42,8 milhões)

20 - Athletico (R$ 41,8 milhões)*


Mais notícias