Notícias do Corinthians

Clima no Corinthians pega fogo com notícia sobre luta contra o rebaixamento

Por Pedro De Oliveira

Clima no Corinthians pega fogo com notícia sobre luta contra o rebaixamento

Timão péssima sequência, e vê o título mais acessível no ano cada vez mais distante

Síguenos enSíguenos en Google News

O Santos demonstrou superioridade nos primeiros 48 minutos e poderia ter ido para o intervalo com uma vantagem ainda maior do que 1 a 0. Os anfitriões dominaram a posse de bola (54% contra 46%) e também registraram mais finalizações (7 a 2). Apesar disso, o primeiro lance de perigo veio dos visitantes. Aos 3 minutos, Maycon foi acionado dentro da área e acabou atingido por um chute de João Schmidt em uma disputa de bola. A arbitragem optou por não marcar nada, o que gerou revolta entre os torcedores do Corinthians.

O Santos teve espaço para trocar passes e envolver a defesa adversária. O gol parecia questão de tempo e veio aos 22 minutos, após um escanteio preciso que permitiu a João Schmidt cabecear para o fundo das redes. Guilherme e Willian também criaram oportunidades de perigo, mas não conseguiram ampliar a vantagem no placar.

Corinthians é o lanterna do seu grupo

Nos minutos finais do segundo tempo, o Timão teve algumas chances perigosas com Rodrigo Garro e Rojas, porém, não conseguiram evitar a quinta derrota em seis jogos disputados em 2024.

O Santos alcançou 15 pontos em 18 possíveis e mantém a liderança geral do Campeonato Paulista (embora com mais jogos disputados que São Paulo e Palmeiras). Além disso, o time está na primeira posição do Grupo A, com 11 pontos a mais que o Ituano. Enquanto isso, o Corinthians soma apenas três pontos e ocupa a penúltima colocação na tabela. O Timão é o último colocado do Grupo C, ficando atrás de Bragantino, Mirassol e Inter de Limeira.

Ambas as equipes voltam a campo no domingo de Carnaval. O Corinthians enfrentará a Portuguesa, às 16h, na Neo Química Arena. Enquanto isso, o Santos visitará o Mirassol, às 18h.


Mais notícias