Notícias do Corinthians

Advogado conta tudo, e morte de namorada de joia do Corinthians repercute

Por Pedro De Oliveira

Advogado conta tudo, e morte de namorada de joia do Corinthians repercute

Polícia aprofunda investigações envolvendo morte da jovem Lívia Matos

Síguenos enSíguenos en Google News

Tiago Lenoir, jurista de Dimas Cândido, atleta do sub-20 do Corinthians, sustentou que o centro não praticou 'nenhuma infração' no incidente ligado ao falecimento de Lívia Matos, de 19 anos.

Dimas está pronto para cooperar com qualquer exame, coleta de material genético... o telefone dele não requer quebra de confidencialidade telefônica, estamos disponíveis, sinta-se à vontade para investigar minuciosamente Dimas. Por qual razão? Para deixar patente que ele não infringiu nenhum delito, Tiago Lenoir, na delegacia.

O meio campista de 20 anos está prestando depoimento desde as 10h30 (horário de Brasília) na 5ª Delegacia de Proteção à Mulher, na zona leste de São Paulo. O interrogatório não possui horário definido para conclusão. Este é o segundo interrogatório que o esportista enfrenta sobre o caso. O primeiro ocorreu no dia do incidente, na 30ª delegacia de polícia.

"Ele não está sendo submetido a interrogatório, está sendo escutado e tem a responsabilidade, sim, de relatar a verdade e está repassando todas essas evidências para ela", afirmou o defensor Tiago Lenoir.

Advogado de Dimas continua

Entregou o telefone às autoridades? "A polícia civil possui toda uma estrutura para analisar completamente tudo. Se alguém deleta algo em uma mídia social, em uma mensagem, a polícia é capaz de recuperar tudo isso. (...) O que fizemos hoje é ceder o telefone para ela e ele está sendo ouvido, ele não está sendo interrogado, ele está sendo ouvido e ele tem a responsabilidade, sim, de relatar a verdade e está repassando todas essas evidências para ela".

Depoimento: "Dimas está descrevendo completamente tudo, desde quando se encontraram nas mídias sociais, depois quando começaram a conversar por mensagens... ele está detalhando para a delegada todas essas mensagens, explicando a evolução da intimidade, que culminou no dia em que combinaram de se encontrar".

Críticas ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu): "A primeira chamada para o Samu foi às 19h07. E a chegada ao hospital às 20h36. (...) O que precisa ser verificado e avaliado é o tempo de socorro. É normal um jovem de 18 anos ficar ali realizando reanimação cardiopulmonar por 21 minutos? É assim que funciona? São os operadores do Samu que estão preparados para emergências ginecológicas?".


Mais notícias